DENÚNCIA – Centenas de peixes mortos no lago do Parque São Vicente

DENÚNCIA – Centenas de peixes mortos no lago do Parque São Vicente

O abandono do lago já vem sendo denunciado desde o ano passado, mas de acordo com os moradores, a situação só piorou.

peixes mortos - DENÚNCIA - Centenas de peixes mortos no lago do Parque São Vicente
“Isso tá virando caso de saúde pública! É peixe podre, um monte de bichos aí

Os moradores têm crianças pequenas… Tá tudo abandonado”,
afirma Renato Cesar Velez, representante comercial.


Os moradores fizeram um orçamento para tentar limpar o lago sem depender do poder público, mas disseram que o serviço não é uma tarefa simples.

Segundo o servidor público, Leonardo Fonseca, o valor para retirar a vegetação que cobriu a água fica entre R$ 3 mil e R$ 3.500. Mas para fazer o serviço completo é preciso mais do que isso, como explica o engenheiro Marco Gonçalves.

“O lago está assoreado. Não tem como a gente tentar fazer uma manutenção.
Tem que ter um equipamento para desassorear.
Como é que a gente vai tirar essa terra daí?
Não dá! Você tirar as plantinhas não vai resolver.
Tem que ter uma manutenção”, destaca o morador.

lago - DENÚNCIA - Centenas de peixes mortos no lago do Parque São Vicente
Parece um campo de futebol, mas é um lago




Segundo a Prefeitura, a limpeza do lago é responsabilidade do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A Secretaria de Meio Ambiente afirmou que está solicitando, por meio de ofício, que o serviço seja executado pelo órgão estadual.
O Inea foi consultado para sabermos se há previsão para que a limpeza seja realizada, mas o órgão não se pronunciou até a publicação desta matéria.
Quanto a manutenção em volta do lago, a Prefeitura disse que faz a capina e coleta de entulho com frequência no local e que a última retirada de resíduos foi feita no último dia 8 de dezembro. Afirmou ainda que uma nova limpeza está programada para esta semana.
A Prefeitura afirma também que já solicitou que a concessionária Águas do Imperador verifique o problema do despejo de esgoto na área e adote medidas cabíveis.

Em nota, a concessionária disse que implantou cinturões de redes coletoras de esgoto nos dois lagos existentes no Parque São Vicente, com o objetivo de impedir o lançamento destes resíduos na água.




esgoto - DENÚNCIA - Centenas de peixes mortos no lago do Parque São Vicente
Não há despejo de esgoto – “Diz Aguas do Imperador”

A concessionária afirma ainda que não há despejo de esgoto clandestino no local e nem vazamento.