Aumento de casos de estupro em Petrópolis, pelo segundo mês consecutivo.

Aumento de casos de estupro em Petrópolis, pelo segundo mês consecutivo.

Foram 17 casos registrados nas delegacias de Petrópolis no mês de abril, segundo o ISP

Aumento de casos de estupro em Petrópolis, pelo segundo mês consecutivo.
Aumento de casos de estupro em Petrópolis, pelo segundo mês consecutivo.

Pelo segundo mês consecutivo, os casos de estupro voltaram a crescer em Petrópolis. Os dados foram divulgados ontem (17), pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Segundo as estatísticas, foram registrados 17 ocorrências no mês de abril. No acumulado do ano, já foram 48 casos. O número do primeiro quadrimestre representa um aumento de 50% na comparação com os quatro primeiros meses de 2017, quando foram registradas 32 ocorrências.




Em matéria anterior já havia sido mostrado a situação da violência contra a mulher, com o aumento de casos na cidade. Dados do Centro de Referência no Atendimento à Mulher (Cram) mostram que o número de atendimentos na unidade – que presta apoio psicológico e jurídico às pessoas que sofrem agressão física, psicológica, moral ou sexual – aumentou 96% no primeiro quadrimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Nos quatro primeiros meses de 2018, foram realizados 202 atendimentos, e de janeiro a abril de 2017, o índice foi de 103 pessoas atendidas.

Outro crime que cresceu em abril, na comparação com os meses anteriores, foi o roubo. No mês de abril, houve o maior número de casos do ano: 34, dez a mais do que os registros em março. A maior parte deste tipo de crime aconteceu com transeuntes: 13 ocorrências. Outros quatro roubos a residência, quatro roubos a estabelecimento comercial e quatro roubos de carga também foram relatados nas unidades de polícia de Petrópolis. Houve, ainda, um roubo de aparelho celular, um veículo assaltado, e outros sete casos, não especificados.




Outro dado que chamou a atenção foi o número de homicídios. Foram oito casos, sendo três homicídios culposos, resultado de acidentes de trânsito; e cinco homicídios dolosos – mesmo índice registrado no mês de março. Somente nos quatro primeiros meses de 2018, o indicador estratégico de letalidade violenta (que soma homicídio doloso, homicídio decorrente de intervenção policial, latrocínio e lesão corporal seguida de morte) já soma 15 casos.

Os furtos diminuíram no quarto mês deste ano, e alcançaram o menor índice de 2018. Em janeiro, foram 179 casos; em fevereiro, 161; em março, 176; e, no  mês passado, 159. Destes casos, 20 foram por furto de veículo e dois de bicicleta. No quadrimestre, o número total dos casos de furto foi maior: 672, contra 458 no mesmo período do ano passado.




Atividade policial

No quarto mês do ano, 11 veículos foram recuperados pelas forças policiais. Neste ano, já foram 41 carros recuperados. O número de apreensão de drogas, porém, diminuiu, após três meses de aumento: foram realizadas 50 operações durante o quarto mês do ano. Houve 17 autos de apreensão de adolescente por prática de ato infracional com cumprimento de mandados de busca e apreensão, e 75 cumprimentos de mandados de prisão.

Matéria do Diário de Petrópolis
Por: Philippe Fernandes

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.