Buracos dentro de buracos nas principais ruas do Palácio Quitandinha

Buracos dentro de buracos nas principais ruas do Palácio Quitandinha

Por mais que se reclame ou solicite o conserto nada é feito

Buracos dentro de buracos nas principais rua do Palácio Quitandinha
Buracos dentro de buracos nas principais rua do Palácio Quitandinha

Mesmo após reclamações de moradores, ainda não foram consertadas as crateras localizadas na Avenida Getúlio Vargas, no trecho próximo ao Hotel Quitandinha. Os transtornos ocorrem desde o final de fevereiro. A Prefeitura esteve realizando um paliativo na área, mas devido ao tráfego na região, o problema voltou a aparecer.




O motorista autônomo André Luiz Scagliusi passa no local diariamente e explicou que a Prefeitura colocou pó de pedra nos buracos, mas com a movimentação de veículos na região e com as chuvas, dias depois o material já tinha saído.

Eu moro perto e até agora a única coisa que a Prefeitura fez foi colocar uma chapa de ferro e tapar com pó de pedra. Acho que a situação só piorou, está pior do que estava antes de colocarem isso tudo, agora está muito ruim de passar – disse.

André relata que galhos de árvores estão caídos em cima da fiação e a qualquer momento podem atingir a pista ou então arrebentar os fios.

Tem galhos de árvores caídos nos fios, podem arrebentar deixando a população sem luz, ou então cair em cima de algum carro – contou.


Outra moradora que não quis ser identificada informou que as chuvas dos últimos meses foram as responsáveis pelos estragos.

Infelizmente os buracos estão por toda a cidade, até mesmo o cartão postal de Petrópolis, que considero ser o nosso quintal, também sofre com as crateras – relatou.




Ela ainda completou dizendo que já entrou em contato com a Prefeitura, mesmo assim até o momento os serviços não foram realizados corretamente.

Tem uma grande cratera ao lado do lago e outra localizada na parte de trás do hotel e com as constantes chuvas, mais paralelepípedos irão sair. Já tem bastante tempo que está assim e não consertam – contou.

Os motoristas devem andar na área com atenção, pois a pista tem um tráfego intenso, especialmente no final da tarde e nos fins de semana.

Matéria do Diário de Petrópolis
Por: Natália Rodrigues

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.