Comandantes da PM são sócios do crime organizado no Rio, diz ministro

Comandantes da PM são sócios do crime organizado no Rio, diz ministro

Torquato Jardim afirma que comando da Polícia Militar do estado decorre de ‘acerto com deputado estadual e o crime organizado’

Comandantes da PM são sócios do crime organizado no Rio, diz ministro
Comandantes da PM são sócios do crime organizado no Rio, diz ministro



O ministro da Justiça, Torquato Jardim, fez acusações de peso contra a Polícia Militar do Rio de Janeiro e o governo do estado. Em entrevista ao blogueiro Josias de Souza, do Uol, ele afirmou que “comandantes de batalhão são sócios do crime organizado”.

Jardim foi mais longe ao revelar sua opinião sobre a morte do comandante do 3º BPM (Méier), coronel Luiz Gustavo Teixeira, na semana passada. Segundo ele, o oficial não foi morto durante um arrastão, conforme consta na versão oficial da polícia, mas teria sido executado por um acerto de contas.



Na avaliação do ministro, o comando da Polícia Militar do Rio de Janeiro não está nas mãos do governador Luiz Fernando Pezão ou do secretário de segurança Roberto Sá, mas depende de “acerto com deputado estadual e o crime organizado”.


Em resposta, Pezão garantiu que as autoridades não negociam com criminosos.

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.