Do jeito que está, país não chega a 2019, diz Rodrigo Maia

Do jeito que está, país não chega a 2019, diz Rodrigo Maia

Presidente da Câmara destacou necessidade de solucionar “crise fiscal” durante evento promovido por revista

Presidente da Câmara destacou necessidade de solucionar "crise fiscal" durante evento promovido por revista
Presidente da Câmara destacou necessidade de solucionar “crise fiscal”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira (27) que o país vive um momento de “crise fiscal sem precedentes” e que o país “não chega a 2019” do jeito que está. A declaração foi feita durante evento promovido pela revista Veja.


Para o parlamentar, o Estado precisa ser reorganizado. Ele defendeu que seu partido lance candidato próprio ao Planalto em 2018. “Temos condição de ter um candidato à Presidência com discurso claro a favor da economia de mercado, da reforma do Estado”, afirmou. Ele evitou se colocar na posição de pré-candidato, dizendo que concorrerá à reeleição na Câmara.

Maia negou, ainda, ter feito qualquer movimentação para assumir o posto do presidente Michel Temer após o vazamento da delação do empresário Joesley Batista, da J&F, em maio.



“Tive a consciência de que não cabia a mim fazer nenhum movimento para ser presidente em cima de uma denúncia”, disse. “Não trabalhei contra [Temer] e creio que fiz o melhor para o Brasil”. O presidente da Câmara disse que votaria contra o prosseguimento das denúncias de Temer no Congresso se tivesse possibilidade de votar.

 

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.