Vereador Jamil Sabrá defende artistas locais na Exposição Agropecuária

Vereador Jamil Sabrá defende artistas locais na Exposição Agropecuária

Acho importantíssima a participação de artistas petropolitanos em eventos de Petrópolis

jamil sabra - Vereador Jamil Sabrá defende artistas locais na Exposição Agropecuária
Vereador Jamil Sabrá defende artistas locais na Exposição Agropecuária

Na sessão plenária na tarde de ontem (17) o vereador Jamil Sabrá (PDT) afirmou que irá fiscalizar a aplicação da Lei do Artista, que prevê participação de petropolitanos em eventos que tenham o apoio da Prefeitura de Petrópolis. A questão foi levantada em sua fala na tribuna da Câmara dos Vereadores.




A legislação é de autoria do parlamentar e foi aprovada no último ano. Segundo Jamil, ele irá fiscalizar a execução da lei, além de afirmar que a regra é de grande importância para a cultura petropolitana.

A lei do artista garante a participação de músicos, bandas, instrumentistas em todos os eventos patrocinados pela prefeitura de alguma maneira. Seja cedendo o espaço público, seja de forma estrutural ou disponibilizando pessoas para ajudar no evento. Acreditamos que essa lei é o principal fomentador das bandas dentro da responsabilidade do poder público – declarou.


A Exposição Agropecuária já confirmou alguns artistas para a próxima edição do evento, porém, nenhum dos nomes divulgados, até o momento, é petropolitano. O evento será feito por uma empresa privada.

A empresa vem anunciando alguns nomes de importância nacional, algo que é importante para atrair turistas para nossa cidade. Mas é fundamental que todos os dias a Turispetro, que é a responsável pelos eventos área turística de nossa cidade, se responsabilize e faça com que a empresa vencedora do processo de licitação contrate bandas da nossa cidade de diversos seguimentos, de rock, pagode, sertanejo. É isso que defendemos, a valorização do artista petropolitano – afirmou.

O vereador ainda explicita que os artistas locais são contemplados pela legislação mesmo que o evento seja feito pela iniciativa privada, pois a lei define que deverá haver abertura de vagas para artistas locais para qualquer evento com apoio municipal.



Dentro da própria lei, no artigo primeiro, parágrafo único, diz que “entende-se como a Lei do Artista todo o evento patrocinado pela prefeitura  que seja através de recursos financeiros ou até cedendo espaços públicos”. Como a Exposição Agropecuária é feita no Parque Municipal Paulo Rattes, a prefeitura está participando, de qualquer maneira, do evento.

Para o produtor e músico do Estúdio Manga Rosa, a validade da lei é algo importante para os artistas locais. Além disto, acredita que o projeto ainda poderia ser ampliado.

Acho importantíssima a participação de artistas petropolitanos em eventos de Petrópolis, é realmente inspirador para novos produtores, como nós do Estúdio Manga Rosa, leis que garantam o incentivo à arte da nossa própria cidade. Ainda acredito que a prefeitura consegue ir além e apoiar inteiramente a produção autoral dos nossos conterrâneos, como são os eventos do Grupo Solstício, por exemplo – declarou Henrique Mayworm.

Fonte: Diário de Petrópolis
Jornalista: Yuri Lima

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.