Tempo de espera em filas de bancos geram multas em cinco agências

Tempo de espera em filas de bancos geram multas em cinco agências


Cinco agências bancárias foram autuadas no Centro, em ação realizada pela Procon Petrópolis, nesta terça-feira (07.08). O motivo é o tempo de demora nas filas, superior ao estipulado em legislação municipal, que é de 15 minutos. Ao todo, a fiscalização do órgão de defesa do consumidor esteve em 15 agências, sendo que quatro delas são reincidentes e deverão pagar multas de R$ 49 mil. Apenas uma delas foi autuada pela primeira vez, deverá arcar com R$ 24,5 mil por conta da irregularidade.

Maior tempo constatado pela equipe do Procon foi 34 minutos de espera para o atendimento, registrado na agência do Santander da Paulo Barbosa. Do Santander, aliás, também foi constatado tempo de espera de 23 minutos na agência da Marechal Deodoro. Outras duas agências do Itaú tinham tempos de espera de 23 e 19 minutos. Já no Bradesco da Paulo Barbosa o tempo para atendimento era de 22 minutos.

“É inadmissível que as agências continuam atuando dessa maneira, sem a devida atenção à população. Todos os bancos foram oficiados para cumprir com o tempo de espera estabelecido pela legislação, então, não é nenhuma novidade para as agências, que devem ser responsabilizadas pelos atrasos. Na última semana tivemos nos bancos públicos e na próxima daremos continuidade às ações nos bancos dos distritos”, explica o coordenador do órgão, Bernardo Sabrá.

A Lei Municipal 5.763/2001, determina às agências bancárias disponibilizar pessoal suficiente para atender em até 15 minutos seus clientes – as únicas exceções acontecem em vésperas de feriados e pós-feriados, quando o tempo máximo permitido pode chegar a 30 minutos. A punição é de 200 Unidades de Fiscalização do Município de Petrópolis (UFPE), aplicado aos bancos com as irregularidades.

Em Petrópolis, três de sete bancos figuram entre os 10 mais reclamados no órgão de defesa do consumidor e todos eles estão entre as 30 empresas que mais geram dores de cabeça aos clientes na cidade. O ranking leva em conta as queixas de clientes no primeiro semestre de 2018 e aponta que quase 20% das reclamações protocolados no Procon são relacionadas a instituições financeiras, perdendo, este segmento, apenas, para o de telefonia no quesito de reclamações.

Dentre os bancos da cidade, o Bradesco ocupa o 4º lugar no número de reclamações protocoladas, com 131 queixas. O Itaú aparece em 7º lugar com 87, seguido da Caixa Econômica Federal que figura em 8º. O Santander teve 36 reclamações sendo a 13º do ranking, o BMG teve 18, sendo o 22º e o Banco Pan teve 14, sendo a 25ª. Outras instituições bancárias da cidade não foram reclamadas no período.

Quem quiser denunciar alguma prática abusiva pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.

  • Defesa do Consumidor



    antonioflavioribeiro@petropolis.rj.gov.br (Antonio Flávio Ribeiro)