Letícia Tanzi, de 13 anos, foi morta pelo pai

Justiça de Mer… Homem preso por estupro da filha, é solto e mata a menina



Preso por estupro, homem deixa a cadeia e é suspeito de matar a filha em São Roque.

Letícia Tanzi, de 13 anos, foi morta pelo pai Foto: Reprodução/Facebook
Letícia Tanzi, de 13 anos, foi morta pelo pai Foto: Reprodução/Facebook

Horácio Nazareno Lucas estava preso desde junho por ter estuprado a cunhada em 2010. Após a prisão, a família descobriu que o suspeito também tinha estuprado a filha de 13 anos e denunciou o crime à polícia. Ao ser solto para apelar em liberdade, ele foi para casa, agrediu a mulher e matou a adolescente.




A Polícia Civil procura por um homem de 28 anos suspeito de matar a filha de 13 anos a facadas, na madrugada desta quarta-feira (3), no bairro Mailasque, em São Roque (SP). Horácio Nazareno Lucas estava preso desde julho, quando passou a cumprir pena por estuprar a cunhada em 2010. Ao ser solto, nesta terça-feira (2), ele foi para casa, matou a filha e fugiu.

De acordo com a polícia, uma viatura foi acionada para atender a uma ocorrência de violência doméstica, porém, quando a equipe estava a caminho do bairro, foi surpreendida por um menino de 6 anos pedindo socorro, dizendo o pai havia matado a irmã.

Letícia Tanzi, de 13 anos, foi morta pelo pai
Letícia Tanzi, de 13 anos, foi morta pelo pai

Os policiais militares foram até o sítio da família e encontraram Letícia Tanzi Lucas, de 13 anos, inconsciente e ferida na sala. A estudante foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada à Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a Polícia Civil, a mãe da adolescente ainda não prestou depoimento. O corpo da menina ainda está em São Roque, mas será encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Sorocaba.

(Correção: a reportagem errou ao informar que o suspeito estava preso por estuprar a filha.
A família dela chegou a denunciá-lo por estupro [veja mais abaixo],
mas a prisão foi por conta do crime cometido em 2012.
A reportagem foi corrigida às 12h05.)

Pai foi denunciado por estuprar a filha

Horácio foi preso em junho deste ano, após ser condenado a oito anos de prisão por estuprar a cunhada, que tem problemas mentais, em 2010.






O advogado de defesa da família entrou com um pedido para que o homem continuasse respondendo em liberdade, já que o crime tinha acontecido há vários anos e ele sempre colaborou com a Justiça, comparecendo às audiências sobre o caso.

HORÁCIO NAZARENO LUCAS de 28 anos
HORÁCIO NAZARENO LUCAS de 28 anos

Dias depois da prisão, no entanto, a família descobriu que a filha era abusada pelo pai e registrou um boletim de ocorrência contra ele.

Nesta terça-feira o juiz acatou o pedido feito pelo advogado de defesa e concedeu ao suspeito o direito de apelar em liberdade.

Segundo consta no boletim de ocorrência, ao ir para casa, ele começou a discutir com a mulher sobre o motivo dela e da filha terem aberto uma denúncia contra ele. Horácio ficou nervoso, agrediu a mulher com socos e tentou esganá-la. Ela conseguiu se desvencilhar e fugir para a casa de uma vizinha, para pedir socorro.

O documento policial relata que o homem trancou o filho mais novo no quarto e deu várias facadas na filha, que estava na sala. Em seguida, o criminoso fugiu por um matagal.

Quando o garoto ouviu os barulhos, conseguiu sair do quarto e foi para a rua, onde encontrou a viatura policial.




A mãe precisou ser medicada e vai passar por exames no Instituto Médico Legal (IML) por conta das agressões. O corpo da estudante está no IML de Sorocaba e deve ser enterrado no Cemitério Cambará.

Caso foi apresentado na delegacia de São Roque (SP) — Foto: São Roque Notícias/Divulgação
Caso foi apresentado na delegacia de São Roque (SP) — Foto: São Roque Notícias/Divulgação

Uma amiga, publicou em uma rede social um desabafo, como se a própria Letícia estivesse escrevendo, é de partir o coração, leia a seguir.

Copiado na íntegra – com link para postagem ao final do relato

LUTO…

OI, meu nome é LÉTICIA TANZI, eu tinha 13 anos” mais fui vítima do desamor do meu pai ( HORÁCIO NAZARENO LUCAS de 28 anos) Vou te contar um pouco do que aconteceu comigo, talvez assim vc entenda o quanto a justiça desse Brasil é falha e vergonhosa, fui vítima daquele que deveria me proteger!
Fui vítima da maldade e cobiça do meu próprio pai…

Meu pai estava preso ( 2012) por ter estuprado a própria cunhada ( minha tia) ela era deficiente mental,
Mais os advogados conseguiram converter a prisão para que ele pudesse responder em liberdade” como assim? Um homem estupra uma mulher, deficiente” e ainda ganha o direito de responder em liberdade?

Meu pai deixou a cadeia nesta terça feira, 02 pela manhã,



O problema é que eu também Sofria com os abusos do meu pai, e enquanto ele estava preso eu criei coragem”e também denunciei os abusos que eu sofria” denunciei porque já não suportava ficar com aquilo guardado dentro de mim! Eu precisava me libertar, criei coragem” registrei uma queixa na delegacia da mulher de São roque (DDM) junto com a minha mãezinha que em todo o tempo acreditou em mim! Mais em quanto o meu caso estava em andamento (esse é o Brasil) o meu pai ganhou a liberdade” SIMM!!! ele ganhou a liberdade enquanto eu fui sentenciada a prisão perpétua debaixo de 7 palmos de terra…

Ele saio da prisão /02 e no dia /03 veio ao nosso encontro, começou uma discussão com a minha mãe, ele queria que retiraremos a queixa”
ele começou a agredir a minha mãe com socos e tentou esgana-la, me sentir impotente! Mais a minha mãe conseguiu se desvencilhar e fugir para casa de uma vizinha para pedir socorro,
Eu não tive a mesma sorte, acabei ficando com meu irmãozinho de 6 anos, foi assustador quando ele trancou meu irmão no quarto e covarde que é me deu várias facadas, ele me esfaqueou ali mesmo na sala da nossa casa, depois fugiu por um matagal”

O meu irmãozinho foi um herói, o herói que o meu assassino deveria ser! Obrigada irmãozinho por ter sido tão corajoso embora tão pequenino” naquele momento, o meu irmão conseguiu sair do quarto e ir para rua em busca de socorro, encontrou uma viatura” mais já era tarde demais”

O meu corpo agora está no IML de sorocaba, eu era tão jovem e tinha tantos planos de adolescente rsrs mais agora? Agora eu vou ser enterrada no cemitério da paz!
O meu pai tinha as armas nas mãos, as leis desse Brasil foi quem apertou o gatilho! Se ele estivesse preso (eu ainda estaria viva) Sei que não sou a primeira, o triste é saber que não serei a última.

Créditos ( Daniela Aquino Silva)