Tudo que você precisa saber sobre “Red Dead Redemption 2” – 27/09/2018


Tudo que você precisa saber sobre “Red Dead Redemption 2” – 27/09/2018

A Rockstar é conhecida por sempre estabelecer novos padrões de qualidade quando se trata de videogames. Foi assim com cada um dos seus jogos lançados seja “GTA”, “Bully” ou “Red Dead Redemption”. Em “Red Dead Redemption 2” eles pretendem redefinir o nosso conceito de mundo aberto mais uma vez, gerando a maior e mais complexa experiência de velho oeste já feita, prometendo um nível de interação com o ambiente jamais visto.



Após quase uma década de produção, estamos finalmente próximos do jogo que deve ser um dos concorrentes não só a melhor do ano, mas provavelmente da geração. Desde o anúncio tivemos diversos trailers para a história e para o gameplay e mais recentemente uma demonstração a portas fechadas para a imprensa.

VEJA TAMBÉM

Nesse artigo fizemos um compilado com tudo que você precisa saber sobre esse jogão, confira:

Ambientação

Se você é um fã da franquia ou da Rockstar, já deve estar perto de surtar com tanta demora para o lançamento. O jogo foi anunciado pela primeira vez em outubro de 2016 e de lá para cá sofreu com dois adiamentos. O que era para ser lançado no fim de 2017 só chegará agora.

Isso tudo até se torna aceitável quando se coloca na cabeça que esse é o jogo mais ambicioso da história da Rockstar. São mais de 8 anos de produção, um recorde dentro da própria empresa. Outro fator que nos deixa ansiosos é o fato de que ele será apresentado como um jogo da Rockstar Global, um esforço feito por todos os estúdios da empresa espalhados pelo planeta.

Tudo isso resultou no maior e mais complexo mapa já criado para um jogo da empresa. Há algum tempo, tivemos o vazamento de um mapa que supostamente seria usado no jogo. O tamanho e o número de regiões disponíveis são tão grande, que muitas pessoas duvidaram que era de fato o original e não algo feito por um fã. Pois não é que o mapa não só foi confirmado como também foi revelado que era uma versão inicial, ainda incompleta?

Mapa vazado de RDR 2 mostra a diferença entre os mapas dos dois jogos

Se você jogou o primeiro jogo, ao ver esse mapa notará que tudo que vimos por lá é apenas uma pequena parte do mundo de “Red Dead Redemption 2”. Foi confirmado que passaremos por áreas das mais diversas, variando entre pântanos, regiões com neve, desertos, montanhas, vilarejos e cidades populosas. No entanto, tudo isso só será interessante se o mundo for vivo o bastante para nos manter interessados em continuar explorando cada detalhe colocado ali pelos desenvolvedores, certo? Pois é exatamente a promessa aqui.

Esse também será o jogo da Rockstar com o maior número de locais possíveis de se entrar em cidades. Os itens espalhados pelo mundo, e aqui estamos falando de quase tudo mesmo, do que está em cima da bancada do vendedor até o que está dentro de guarda roupas das pessoas nas cidades, foram pensados para que o jogador de alguma forma possa interagir com eles. Todos os NPCs do jogo poderão ser abordados para interagir com o jogador.

Divulgação
Exploraremos ambientes com neve, pântanos, desertos e florestas Imagem: Divulgação

Se tudo isso ainda não te convenceu, saiba que a Rockstar vem trabalhando em uma nova inteligência artificial por longos seis anos e ela vai finalmente estrear em “Red Dead Redemption 2”. Além de melhorar obviamente o comportamento dos inimigos, essa nova IA cuidará e influenciará muito para a imersão na ambientação proposta, dirigindo por exemplo o comportamento da vida selvagem pelo mapa. Ela fará com que os NPCs se lembrem das suas atitudes durante o jogo e com que os membros da sua gangue de fato te ajudem nas mais variadas tarefas, mas falaremos mais disso na sessão de gameplay.

A vida selvagem é um destaque a parte, com quase 200 animais entre pássaros, peixes e mamíferos em geral, todos nativos daquela região dos Estados Unidos. Cada animal terá comportamento próprio, portanto não se assuste ao ver águias caçando, abutres voando em torno de carcaças e ursos pescando na beira do lago. Bisões por exemplo migram juntos e cavalos selvagens podem ser vistos e capturados na natureza.

Portanto se prepare para imergir em uma ambientação típica do velho oeste americano, com caubóis, bandidos, grandes roubos e com o máximo de cuidado para que tudo seja extremamente orgânico.

História

“Red Dead Redemption 2” contará a história da Van de Linde, gangue criada e liderada por Dutch Van der Linde. Dentre seus membros estão John Marston, personagem do primeiro “Red Dead Redemption”, e Arthur Morgan, o protagonista da vez. Os eventos que vão ser retratados no jogo aconteceram 12 anos antes do primeiro “RDR”, em 1889, com o velho oeste já no seu fim mas com a Van der Linde ainda no seu auge, embora já com alguns problemas internos e perseguida pelos federais.

Se você não conhece a Van der Linde, saiba que eles não são meros ladrões de bancos. Eles têm um ideal compartilhado entre todos os meus membros, pregado fervorosamente pelo seu líder Dutch. Eles se imaginam como uma espécie de “Robin Wood” do velho oeste, vivendo livres das amarras das leis e do estado, enquanto retiram dinheiro dos mais ricos e “distribuem” a sua maneira para os mais pobres. Uma visão romântica do velho oeste que nem sempre condiz com a realidade.

Divulgação
O foco de Red Dead Redemption 2 está na Van der Linde Imagem: Divulgação

Como vimos no primeiro jogo, em dado momento a gangue se desfez, muito por conta da loucura de Dutch, que em alguma ocasião viu que seus ideais não se converteram no que ele desejava e que muitas das vezes foram só desculpas para as maldades que a gangue fazia. Portanto, podemos esperar vários problemas internos e discordâncias quanto aos rumos que Dutch traçará para os outros membros.

Arthur Morgan será o personagem principal, no jogo ele é um dos homens de confiança de Dutch. Arthur foi criado pelo líder da Van der Linde e acredita fielmente nos ideais da gangue. Como se trata de um “Red Dead Redemption”, podemos esperar por um momento de mudança radical no pensamento de Arthur, que começará a questionar a si mesmo e as atitudes da gangue.

Além de Arthur e Dutch, também veremos a história de personagens clássicos do primeiro jogo como Javier Escuela, John Marston, Abigail Marston, Uncle, Bill Williamson e outros mais. A forma como cada um agiu vai levar ao desfecho triste de Blackgate, onde uma batalha sangrenta deixou dezenas de mortos, entre eles membros da gangue, civis e federais.

Divulgação
John Marston está de volta em Red Dead Redemption 2 Imagem: Divulgação

Se você quer saber mais sobre os personagens já confirmados no jogo, confira o nosso álbum com todos eles no final da matéria.

Gameplay

O gameplay de “RDR 2” foi pensado para aumentar bastante a sensação de estar com o controle dos momentos importantes do jogo. Foi confirmado que teremos menos “cut scenes” e mais momentos onde será o jogador que determinará o que vai acontecer. Para isso, as primeiras mecânicas que precisavam de um trabalho refinado eram a de armas e de tiroteios.

Agora o jogador poderá executar diferentes ações com suas armas. Você poderá escolher, por exemplo, entre atirar mirando de forma convencional ou já atirar seguidas vezes engatilhando novamente a arma com tapas rápidos ao melhor estilo Blondie.

Como o objetivo agora é tentar dar o máximo de realismo possível para o combate, uma mudança significativa será no inventário de Arthur. Ele poderá carregar “apenas” duas pistolas nos coldres da cintura, uma faca e duas armas maiores, como rifles ou escopetas. Qualquer arma a mais que o jogador quiser levar para o combate, como arcos ou outros tipos de pistolas ou rifles, deverão ser guardadas no seu cavalo.

Um detalhe interessante fica por conta da manutenção regular das armas. Se você atravessar um rio e sua arma se molhar, ela pode enferrujar caso não seja secada. Se você usar ela por muito tempo sem limpar, ela pode ficar suja por dentro. Em casos extremos ela pode falhar nas batalhas ou mesmo emperrar, dificultando muito sua vida. Para manter elas sempre em bom estado, os jogadores deverão limpá-las constantemente.

Divulgação
As armas deverão ser limpas constantemente pelos jogadores Imagem: Divulgação

As batalhas nem sempre precisam ser resolvidas como uma cena de bangue-bangue americano. O jogador poderá optar por uma estratégia mais silenciosa ao usar um arco e sua faca. A sua reputação também pode resolver alguns confrontos, uma vez que agora o jogador pode atirar para o alto para assustar animais e pessoas. Ao verem que se trata de Arthur Morgan, caso você tenha uma alta reputação na região, os inimigos poderão sair correndo.

Se você é do time que acredita que tiroteio imersivo de verdade é em primeira pessoa, saiba que o jogo poderá ser completado do início ao fim nessa visão, que poderá ser alterada de volta para terceira pessoa em qualquer momento durante a aventura.

Divulgação
Um tiro para o alto e vários dos seus inimigos já podem se render Imagem: Divulgação

Outro elemento importante do velho oeste são os cavalos. A primeira prova disso é o sistema de interação com seu animal. Quanto mais tempo você passar com ele e for completando tarefas, mais o seu elo com o animal aumentará, fazendo com que ele se assuste menos em tempestades e tiroteios, melhore seu galope e te obedeça melhor durante as mudanças de direção bruscas, uma versão mais complexa do que vimos no Zelda para o Switch.

No total, existem 19 raças de cavalos, indo de Apalloosas a Mustangues, que podem ser capturados na natureza, comprados em cidades e, claro, roubados de outras pessoas. Todos eles têm características próprias da raça e atributos diferentes. Você poderá guardar suas montarias no estábulo da gangue.

Seu cavalo deverá ser limpo com o tempo, pois, se ele ficar repleto de lama, perderá velocidade. Para aumentar o nível de realismo, alguns “pequenos detalhes” foram adicionados aos equinos, como fazer cocô dinamicamente e encolher ou aumentar os testículos dos mesmos em caso de calor ou frio. Imersão que se diz não é? Trate de tomar bastante cuidado do seu amigo de montaria, pois a morte dos cavalos é permanente.

Divulgação
Seus cavalos podem ser guardados no estábulo da gangue Imagem: Divulgação

Para tudo isso fazer sentido, é preciso que o mundo ao redor do jogador responda a altura. Para isso, a primeira novidade fica por conta do sistema de dia e noite dinâmico, que funciona em todos os momentos do jogo, mesmo nas missões. A ideia é que o fato de estar de dia ou de noite modifique a forma como o jogador irá pensar as suas ações. Isso só é possível por conta da nova inteligência artificial, que garante que cada NPC tenha sua própria rotina.

O mundo de “RDR 2” foi confirmado também como expansivo, que quer dizer que o jogador verá mudanças acontecerem com o passar do tempo. O exemplo dado foi o de casas em construção, que após um tempo serão completadas. Cidades por sua vez terão novos locais para visitar. Animais abatidos que ficarem jogados pelo ambiente atrairão outros animais e abutres por conta da decomposição​.

Outro destaque para o mundo é que os seus habitantes terão comportamentos naturais, parecidos com o que aconteceria na realidade. Eles se lembrarão das atitudes que você tomar. Quer um exemplo? O jogo possui também um sistema de procurado, ou seja, se você chegar em uma mercearia e começar a atirar nas pessoas, será perseguido por agentes da lei e pessoas armadas da cidade. Quando você pagar seu tempo na cadeia ou a multa estipulada pelos locais, essa barra de procurado vai sumir, mas a lembrança do dono da mercearia não. Pode ser que ele fique com medo quando você chegar na loja dele ou mesmo se recuse a vender qualquer produto.

Como em tudo que foi divulgado até agora, detalhes importam. Nesse sistema de procurado, por exemplo, existe uma mecânica interessante ligada a customização. Se você cometer o crime com um lenço na sua face e retirá-lo só após o crime, a barra de procurado no final será menor.

A forma como Arthur vai lidar com cada NPC também será definida por você. Você poderá ser agressivo e forçar uma briga ou um duelo, ou agir de forma mais pacífica, resolvendo o combate ao desarmar um inimigo por exemplo. Tudo isso impacta no sistema de honra, que por sua vez impacta nas execuções do jogo. Caso sua honra seja baixa, as execuções serão mais brutais e com foco no executado, caso contrário o foco será em Arthur e elas serão mais limpas e rápidas.

Esses detalhes também estão presentes em uma atividade recorrente do jogo que é a caçada. Se você utilizar um arco para fazer um abate limpo, a sua pele valerá mais do que no caso de um abate com armas de fogo que estragam a pele. Enquanto Arthur retira a pele dos animais, é possível ver aonde foi o ferimento letal.

Reprodução
Caçar é uma das tarefas corriqueiras de Red Dead Redemption 2 Imagem: Reprodução

E esse sistema por sua vez é ligado ao próprio Arthur, que se não comer ficará debilitado, impedido de recuperar a sua vida de forma normal. Outro efeito que atinge o personagem é o cansaço, que pode vir por conta do exagero do jogador na hora de usar as habilidades físicas.

Tem mais: carregar uma caça nas costas mancha sua camisa de sangue, no cavalo mancha a parte traseira do seu animal. Em certas áreas mais nobres, se o seu caubói estiver sujo de lama e sangue, pessoas se recusarão a falar com você.

Divulgação
Arthur poderá engordar ou emagrecer dependendo do quanto comer Imagem: Divulgação

Como você pode notar, o mundo foi todo pensado para agir de forma natural, para que você se sinta dentro de uma experiência definitiva de velho oeste.

Customização

Os amantes da customização também terão um prato cheio. A começar por Arthur, que pode modificar não só suas roupas, mas a forma como vai usá-las. Você poderá escolher dobrar a barra das calças ou da camisa. Colocar a camisa para dentro da calça ou não. As roupas que você usa impactam no gameplay, uma vez que o jogo tem um sistema de clima. Em condições de frio, será necessário usar mais roupas, enquanto no calor menos é mais.

O chapéu também é um elemento importantíssimo de um caubói e portanto nada mais justo que poder pegar o dos inimigos abatidos. Em combate, é possível atirar no chapéu do inimigo sem matá-lo e ficar com ele depois. O mesmo também vale para você, os inimigos podem levar o seu chapéu, portanto fique esperto, nada mais vergonhoso no velho oeste.

Além da customização de roupas, o jogador também poderá customizar a aparência física de Arthur. Ganho e perda de peso serão visíveis por exemplo, no melhor estilo “GTA San Andreas”, se comer muito vai virar um barrigudinho. A barba e o cabelo também crescem com o tempo. Em um local específico do acampamento, será possível aparar a barba de Arthur, escolhendo quais partes dela quer remover ou diminuir, criando um visual único. Já o cabelo poderá ser cortado nas cidades.

Divulgação
Customização de cavalos estará presente… Imagem: Divulgação

Com todo o foco que temos nos cavalos, seria um pecado não poder customizá-los também. Nos estábulos é possível modificar vários detalhes, como o tamanho do pelo do cavalo, a forma como ficará sua crina, a cor da cela e diversos detalhes referentes a aparência do seu companheiro. Com o tempo, você poderá fazer eles carregarem mais equipamentos também.

Por último e não menos importante, será possível também customizar suas armas. Além das clássicas melhorias como adição de miras e a customização e melhora de cabos, também será possível modificar a aparência da arma, com inscrições e símbolos gravados no metal e na madeira.

Divulgação
… bem como a de armas Imagem: Divulgação

Gangue e Minigames

Diversas atividades estarão presentes no mapa para os jogadores, de corridas a missões secundárias de caça e pesca. Mas muitos dos momentos interessantes acontecerão mesmo é no acampamento da gangue. Você poderá recrutar novos membros para a Van der Linde com o tempo, bem como escolher quem vai com você em cada missão, cada membro com seus atributos e equipamentos.

Divulgação
Além da caça, teremos também a pesca em RDR 2 Imagem: Divulgação

O foco do jogo será nos roubos, que poderão ser feitos em qualquer hora e não somente na linha principal da história. Será possível roubar um trem, um banco ou lojas a qualquer momento. A forma como isso será feito e com quem depende de você. Um exemplo dado pelos desenvolvedores foi o de usar as prostitutas da gangue para chamar a atenção de algum dono de loja para que o roubo seja furtivo. Os saques deverão ser divididos entre os membros da gangue.

No acampamento será possível conversar com os membros da gangue bem como jogar alguns jogos, como pôquer e blackjack. Será possível ouvir músicas em vitrolas e contar histórias sentado próximo à fogueira. Não foi confirmado se o sistema de honra tem alguma ramificação para a gangue.

Reprodução
Minigames como o poker já estão confirmados Imagem: Reprodução

Assim como no resto do jogo, o seu acampamento será expandido com o tempo. Quanto mais recursos você trouxer, como madeira e animais, melhor ficará seu acampamento. Após um longo dia de trabalho, você poderá observar as estrelas ao lado de seus companheiros, enquanto os mesmos cantam e se divertem próximos a fogueira.

Divulgação
Sentar em volta da fogueira é uma atividade constante na Van der Linde Imagem: Divulgação

Online

O jogo terá um modo online, mas ele não virá já no lançamento. Um beta para esse modo está confirmado para novembro e podemos esperar um mundo próprio, como em “GTA Online”.

Os desenvolvedores disseram em entrevista recente a IGN que planejam incorporar o que aprenderam com o “Red Dead” original e no “GTA V Online” com novas ideias que casam com o mundo e o ritmo diferente de “Red Dead Redemption Online” e garantiram que os dois modos são tratados separadamente dentro da Rockstar, com o segundo ganhando mais atenção agora que o modo história para um jogador está finalizado.

Divulgação
Teremos um Beta do Red Dead Online em novembro Imagem: Divulgação

Áudio

“Red Dead Redemption” contou com um belíssimo trabalho de áudio no primeiro jogo, com uma trilha que variava entre violões e banjos clássicos do country americano e músicas mexicanas agitadas para quando o jogador ia atrás de Javier Escuella. O autor dessa trilha se chama Woody Jackson e ele estará de volta em “Red Dead Redemption 2”. Serão mais de 192 trechos de áudio originais para o jogo.

Reprodução
Woody Jackson está de volta para compor a trilha de RDR 2 Imagem: Reprodução

Monetização

Ainda não foram confirmadas DLCs para a campanha do jogo, mas podemos esperar diversas para o modo online tendo em vista o que vimos em “GTA V”. O mesmo se aplica a microtransações. Elas não estarão presentes dentro da campanha, mas ocorrerão no modo online.

O jogo já está em pré-venda e conta com 3 versões para os compradores da PSN e da LIVE. Para as mídias físicas, temos uma belíssima edição de colecionador que conta com lenço, baralho, quebra-cabeças, catálogo da loja, um mapa do tesouro e muito mais.

Divulgação
A edição de colecionar está recheada de itens interessantes Imagem: Divulgação

“Red Dead Redemption 2” será lançado no dia 26 de Outubro para PS4 e Xbox One.





Fonte