Comissão Externa da Câmara vai acompanhar intervenção no Rio

Comissão Externa da Câmara vai acompanhar intervenção no Rio

Comissão Externa da Câmara vai acompanhar intervenção no Rio

Comissão Externa da Câmara vai acompanhar intervenção no Rio
Comissão Externa da Câmara vai acompanhar intervenção no Rio

O deputado federal Hugo Leral (PSB/RJ) vai coordenar a Comissão Externa instalada hoje pela Câmara “destinada a acompanhar o planejamento, a execução e os desdobramentos da intervenção federal na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro”, de acordo com o ato da mesa da Casa.
” É obrigação do Legislativo acompanhar de perto uma crise tão significativa que provocou a medida excepcional da intervenção.  Vamos acompanhar, fiscalizar e propor medidas legislativas que possam ajudar não só o Rio mas outros estados na prevenção da criminalidade e da violência”, disse Hugo Leal, que foi designado coordenador por ter feito o primeiro requerimento para criação da comissão externa logo após o decreto de intervenção.




Ao todo, 28 deputados federais – a grande maioria do Rio de Janeiro – vão compor a Cexinter que terá como relatora a deputada Laura Carneiro, atualmente sem partido, designada para a função pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ). “Acredito que a violência não deve ser combatida com mais violência: esperamos, nesta intervenção, que as forças de segurança priorizem a prevenção, a estratégia, a informação, a inteligência”, disse Hugo Leal, também coordenador da bancada do Rio na Câmara dos Deputados. 
 
O parlamentar do PSB vem defendendo a criação de um Sistema Único de Segurança Pública, nos moldes do SUS, para definir claramente, e com distribuição de recursos, as tarefas de cada ente federativo – União, estados, municípios – na prevenção e combate à criminalidade.
“A intervenção e a própria criação do Ministério da Segurança Pública são uma oportunidade de aprofundamos a discussão sobre esse sistema que precisa ser organizado e integrado. Costumo dizer que o crime é organizado porque a segurança é desorganizada. Creio que a comissão externa pode ter um papel importante neste debate ao acompanhar a intervenção, suas dificuldades e desdobramentos”, acrescentou Hugo Leal.
 
No requerimento 8067 encaminhado à Mesa da Câmara, o deputado Hugo Leal defendeu a instalação da comissão: “A criação da presente Comissão fortalece ainda mais a referida medida, uma vez que pretende identificar as reais causas da escalada da violência no Estado e propor medidas legislativas mais eficazes para auxiliar os Estados no combate à criminalidade”.




O parlamentar prevê que Comissão poderá propor a realização de audiências públicas, diligências externas e requerer informações às autoridades do setor. O requerimento de Hugo Leal foi o primeiro a ser apresentado, mas foram apresentados outros cinco requerimentos no mesmo sentido.
Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.