I Colóquio de Defesa Civil abre espaço para trabalhos científicos

I Colóquio de Defesa Civil abre espaço para trabalhos científicos

Evento acontece nos dias 9, 10 e 11 de outubro na FMP/Fase

Defesa Civil Petrópolis
Defesa Civil Petrópolis




Os interessados em participar do Colóquio devem fazer o cadastro no site: http://www.fmpfase.edu.br/curso/20173_Evento/6317DefesaCivil2017/. O ingresso será um pacote de fralda infantil, que pode ser nos tamanhos M, G ou XG, para a campanha de arrecadação organizada pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias. O material arrecadado será destinado à Creche Santo Antônio, da paróquia de Santo Antônio e Santo Agostinho, em Nogueira. Essa será uma oportunidade para os alunos acrescentarem ao currículo a oportunidade de participar de um evento científico, além da troca de experiências com outros profissionais.

“Estamos trabalhando, desde o início da gestão do prefeito Bernardo Rossi, pensando na prevenção dos desastres. Será um evento modelo para todo país. A participação da população, que tem o saber da comunidade, é tão importante quanto a dos professores, que realizam diversos estudos nessa área. Os trabalhos científicos são uma excelente oportunidade para a troca de ideias e experiências, além do aluno acrescentar no currículo a participação em um evento deste porte”, afirma o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz.





O Colóquio vai discutir o tema com a comunidade científica, com os profissionais de Defesa Civil e com a população. As datas foram escolhidas por ocasião da semana em que se comemora o Dia Mundial de Redução do Risco de Desastres, em 13 de outubro.

“Organizamos o Plano Inverno 2017 de Petrópolis e a campanha Xô Mosquito, que recebeu reconhecimento internacional. Ganhamos também o prêmio Sasakawa – a maior distinção do mundo para ações de Defesa Civil concedida pela ONU – pelos resultados obtidos no projeto Gides/Jica com os japoneses. Com todo esse trabalho, queremos transformar Petrópolis em uma cidade mais resiliente e o Colóquio é parte fundamental desse objetivo”, disse o secretário.


O I Colóquio de Defesa Civil de Petrópolis segue o Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres de 2015-2030, do qual o Brasil é signatário, e que prevê a aproximação dos órgãos de Defesa Civil com as universidades e centros de pesquisa, como forma de aprimorar as ações de prevenção de desastres tendo como foco principal a preservação da vida do ser humano.



“A FMP/Fase considera fundamental o diálogo entre os centros produtores de conhecimento (as universidades e os institutos de pesquisa), os agentes públicos de Defesa Civil e a sociedade. Este é o único caminho para a constituição de uma verdadeira rede de proteção à vida e prevenção de desastres. Entendemos que nosso papel como instituição de ensino superior é favorecer o debate e tornar visíveis as experiências exitosas nessa área tão sensível para Petrópolis, abrindo as portas do nosso campus a todos os participantes”, destaca Maria Isabel de Sá Earp, supervisora geral da FMP/Fase.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social/PMP
Edição: R.Loureiro

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.