BB e Santander zeram taxa para aplicações no Tesouro Direto | Economia


BB e Santander zeram taxa para aplicações no Tesouro Direto | Economia

No Banco do Brasil, a isenção vale também para investimentos em papéis de renda fixa, como os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) e debêntures. As medidas, informou a instituição, englobam também o estoque de aplicações, além dos novos negócios.



No Banco do Brasil, onde a taxa de custódia para o Tesouro Direto era de 0,5%, a isenção vale para todos os clientes que já possuem estes produtos o que venham a contratá-los. No Santander, os clientes cadastrados desde o dia 12 de setembro já estavam isentos, e a isenção passou a valer para os demais na última sexta.







Fonte





%d blogueiros gostam disto: