Bolsonaro diz ser alvo de tentativa de desconstrução da mídia – Notícias




Bolsonaro diz ser alvo de tentativa de desconstrução da mídia – Notícias

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, usou o Twitter para criticar a imprensa, na manhã desta sexta-feira (28), após uma reportagem da revista Veja dizer que ele teria sido furtado um cofre da ex-mulher e omitido bens, além de ter atitude agressiva com a ex-companheira.

Sem citar a publicação, o candidato, que está internado há três por ter levado uma facada, disse: “Mais uma vez parte da mídia de sempre lança seus últimos ataques na vã tentativa de me desconstruir”.

A capa da Veja foi um dos assuntos mais citados no Twitter nesta sexta. As hashtags BolsonaroNaCadeia e VEJA600MILHOES estavam entre as mais usadas. A última faz referência a uma insinuação dos apoiadores de Bolsonaro, de que a publicação teria recebido dinheiro para fazer a matéria.

A revista teve acesso ao processo de divórcio de Jair Bolsonaro e de Ana Cristina Siqueira Valle, mãe de um filho dele. No documento, aparecem acusações dela de que o deputado roubou joias e dinheiro vivo dela que estavam em um cofre, avaliados em mais de R$ 800 mil.

Ana Cristina levou o filho menor de idade para a Noruega e alegava que sofria ameças do ex-marido, conforme reportagem do jornal Folha de S.Paulo. Bolsonaro disse em depoimento que a ex o chantageava, que só traria o filho ao Brasil se ele devolvesse os bens do cofre. 

Em outro trecho do processo, ela afirma que Bolsonaro ganhava cerca de R$ 100 mil mensais, sendo R$ 26,7 mil como deputado federal e R$ 8,6 mil como capitão da reserva. O restante do valor, ela disse que vinham de outras fontes de renda não identificadas.



O processo também traz informações de que o presidenciável teria ocultado parte de seus bens na declaração enviada à Justiça Eleitoral em 2006, quando foi eleito novamente deputado.

Foram apresentados bens no valor de R$ 850 mil (em valores atualizados), mas uma declaração de Imposto de Renda anexada pela ex-mulher ao processo trazia patrimônio de R$ 7,8 milhões (também em valores corrigidos pela inflação).

Em outras duas publicações, o presidenciável diz ser “o alvo favorito” da imprensa. 

“Há anos tentam nos parar com rótulos criminosos falsos e com meias verdades distorcidas. Nos últimos meses os ataques se intensificaram, mas continuamos firmes. Se 1% desse serviço fosse feito contra meus adversários, apenas com verdades, venceriamos por W.O”. 

“Diferente do candidato presidiário, sempre me posicionei contra o controle da mídia. Mesmo assim sou o alvo favorito. Parece que a liberdade não interessa para parte da imprensa aparelhada, mas apenas as relaçõe$ promíscuas com a esquerda, nocivas à informação e à democracia”.

Ele permanece no hospital Albert Einstein, em São Paulo, sem previsão de alta. O boletim médico desta sexta-feira diz que o candidato teve febre e foi constatada uma “bactéria de baixa virulência no sangue, sem focos de infecção no abdômen”. Bolsonaro está sendo tratado com antibióticos. 





Fonte