Índice japonês Nikkei atinge máxima de 27 anos

Índice japonês Nikkei atinge máxima de 27 anos por iene fraco e acordo do Nafta | Economia



Índice japonês Nikkei atinge máxima de 27 anos por iene fraco e acordo do Nafta

Índice japonês Nikkei atinge máxima de 27 anos

O índice Nikkei encerrou as negociações com alta de 0,52%, a 24.245 pontos, depois de chegar a 24.306, o nível mais forte desde novembro de 1991.

A pesquisa trimestral do banco central do Japão sobre o sentimento dos negócios publicada nesta segunda-feira mostrou que as grandes indústrias projetam o dólar em 107,40 ienes para o ano fiscal de 2018/2019.

A moeda norte-americana subiu significativamente acima de tal previsão, negociando próxima de uma máxima de 11 meses, pouco abaixo de 114,0 ienes, nesta segunda-feira. Um iene mais fraco aumenta os lucros dos fabricantes no exterior quando repatriados.

“O iene está em um nível mais fraco do que a previsão do tankan. As corporações poderiam, portanto, rever suas projeções de lucro, e tais expectativas provavelmente sustentarão o mercado de ações daqui para frente”, disse um estrategista de uma corretora doméstica que não pôde ser identificado por causa de política da empresa.




Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,52%, a 24.245 pontos.



Em HONG KONG, o índice HANG SENG não teve operações.

Em XANGAI, o índice SSEC não abriu.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, permaneceu fechado.

Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,18%, a 2.338 pontos.

Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,41%, a 11.051 pontos.

Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,05%, a 3.255 pontos.



Fonte