Petrópolis volta a ter extensão de rede de iluminação pública

Petrópolis volta a ter extensão de rede de iluminação pública

A empresa Vitorialuz ofereceu um valor 36,3% mais baixo do que o preço inicial da licitação

Petrópolis volta a ter extensão de rede de iluminação pública
Petrópolis volta a ter extensão de rede de iluminação pública

Petrópolis vai retomar o serviço de ampliação do parque de iluminação pública e, ao mesmo tempo, seguir com a manutenção dos 40.805 pontos de luz. A empresa Vitorialuz Construções LTDA. ofereceu o menor preço pelo serviço na concorrência realizada na manhã desta quarta-feira (20.12), com quatro participantes. Ela fez uma proposta 36,3% menor do que o valor inicial da licitação e venceu a concorrência com preço de R$ 3.790.00,00.  O teto estimado era de R$ 5, 9 milhões.

O serviço foi prejudicado em março, quando a antiga empresa contratada abandonou o trabalho sem cumprir as demandas apresentadas pelo Departamento de Iluminação Pública e fazendo trabalho que não havia sido solicitado. Além disso, apresentou uma fatura mais alta do que o serviço efetivamente prestado. Em junho, a prefeitura chegou a um procedimento licitatório, mas o Tribunal de Contas do Estado (TCE) solicitou esclarecimentos do edital e a concorrência foi adiada. Por isso, em julho, o município fez uma contratação emergencial apenas para o serviço de manutenção. Desde então, foram consertados 8.035 pontos de luz em 102 locais diferentes em todos os distritos.

“A manutenção vai continuar, mas agora também será feito a extensão da rede de iluminação pública. Cumprimos todas as etapas burocráticas do processo de licitação e agora vamos aumentar a quantidade de pontos de luz”, disse o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP), Djalma Januzzi.




“É mais uma concorrência que conseguimos baixar mais de 30% do valor inicial. Todas as licitações tem ocorrido desta forma, com preços mais baixos, com economia do dinheiro público e com qualidade do serviço”, analisa o secretário de Administração, Marcus Von Seehausen.


A empresa terá que manter seis equipes de trabalho, cada uma delas composta de eletricista, ajudante, motorista e encarregado. Serão duas turmas em cada horário (manhã, tarde e noite). Eles ficarão responsáveis por manter, no mínimo, 98% do parque de iluminação pública funcionando plenamente. Para isso, os serviços incluem troca ou conserto de lâmpadas, relês, reatores, chaves magnéticas, luminárias, conectores, postes, disjuntores e cabeamentos, entre outras ações de manutenção. Mais uma equipe deverá ser disponibilizada exclusivamente para a extensão de rede, formada por eletricista, dois ajudantes, motorista e encarregado.

Também deverá realizar atendimento gratuito por telefone (0800), com dois funcionários para receberem as demandas de segunda a sexta, de 7h às 19h; e pela internet. Ela ficará responsável pelo mapeamento de todos os pontos, para identificar e facilitar o trabalho das equipes de manutenção.

 “Nós atuamos em cidades mineiras como Ipatinga, Caxambu e vamos começar em janeiro em Lagoa Santa. Vimos em Petrópolis uma boa oportunidade de expandir mercado e entrar no Rio de Janeiro”, afirmou o analista e engenheiro elétrico da Vitorialuz, empresa do Espírito Santo,  Héglio Raines.

Os moradores continuam podendo apresentar solicitações para manutenção pelos telefones 0800-024-1000 ou 2233-8165, ou ainda pelo site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br), clicando no ícone de iluminação pública, que fica na lista à direita.


Um dos bairros que foi atendido neste quinto mês do trabalho emergencial foi o Duques, que teve 18 pontos de luz acessos a partir de solicitações de moradores. Uma das pessoas que pediu o serviço foi o morador Alan Telles Moreira dos Santos. Na escadaria que dá acesso à casa dele, foram consertadas três luminárias. Além disso, ele ainda ajudou a equipe de trabalho a identificar outros pontos de luz que precisavam de reparos.

“O pessoal já havia trabalhado aqui acendendo outros pontos, aí minha ligou e pediu para virem fazer aqui perto de casa também”, afirmou.

Também moradora do bairro, Rejane Rodrigues ressaltou a importância do serviço principalmente para os idosos. “Quando o pessoal vem da igreja e está escuro, fica perigoso, então é bem importante que os postes estejam funcionando”, disse.

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.