Presos três acusados de violência sexual contra crianças de 7 a 12 anos

Presos três acusados de violência sexual contra crianças de 7 a 12 anos

Monstros presos pela Polícia Civil.

Presos três acusados de violência sexual contra crianças de 7 a 12 anos
Presos três acusados de violência sexual contra crianças de 7 a 12 anos

Policiais civis prenderam, nesta semana, três homens suspeitos de estupro de vulneráveis contra crianças com idades entre sete e 10 anos. Os crimes estão sendo investigados pela 105ª Delegacia de Polícia (DP), no Retiro. Os agressores foram encaminhados para a delegacia e de lá seguirão para presídios na cidade do Rio de Janeiro.

Um dos crimes aconteceu na última sexta-feira (10), na casa onde a vítima, um menino de sete anos, morava. O acusado, de 33 anos, era amigo da guardiã da criança e era responsável por levar e buscar na escola. De acordo com o delegado titular da 105ª DP, Claudio Batista, a guardiã suspeitou da conduta do homem e questionou o menino sobre o que tinha acontecido.




A criança contou que o homem teria manipulado o seu órgão sexual e teria feito sexo oral com ele. A mulher fez a denúncia na delegacia e o suspeito começou a ser procurado. Ele acabou sendo preso na última segunda-feira (13), três dias depois do crime.

Advertisements

O outro suspeito, de 59 anos, foi preso na terça-feira (14). Ele é acusado de estuprar uma menina de sete anos, no dia 17 de junho. A criança era sua vizinha e o crime aconteceu na casa do agressor, na localidade do Meio da Serra. O estupro foi descoberto pela mãe da menina, que acionou a polícia. Um mandado de prisão foi expedido e o homem acabou preso.

A terceira prisão também aconteceu na terça-feira (14). O homem, de 46 anos, é suspeito de estuprar a sobrinha, de 10 anos, e os dois filhos – uma menina, de oito, e um menino, de 12 anos. O crime aconteceu na casa da família na Mosela. De acordo com os investigadores da 105ª DP, não teria sido a primeira vez que o homem agredia sexualmente os menores.




A mãe e a tia das crianças desconfiaram e quando questionaram sobre as agressões sexuais, os menores confessaram que vinham sendo violentados pelo homem. Ela acionou a polícia e ele acabou sendo preso.

Os registros de violência sexual contra crianças e adolescentes vêm aumentando na cidade. Um levantamento do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ) na Comarca de Petrópolis revelou que, em 2015, foram abertos 81 processos; no ano seguinte, este número passou para 75. E em 2017, a Comarca de Petrópolis analisou 113 processos referentes a este crime.




De acordo com dados do Instituto de Segurança do Estado do Rio de Janeiro (ISP), em 40% dos casos de estupros, o abusador é alguém conhecido ou de confiança da família. Além disso, 8% dos crimes são cometidos pelos vizinhos da vítima e 15% pelos pais ou padrastos.

 

Fonte: Tribuna de Petrópolis
Por: Janaina do Carmo
Edição: R. Loureiro