Dois dias com troca de tiros no Quarteirão Brasileiro, em Petrópolis.

Dois dias com troca de tiros no Quarteirão Brasileiro, em Petrópolis.

Um dos suspeitos foi preso pela polícia na tarde desta terça-feira (20).

drogas 1 - <center>Dois dias com troca de tiros no Quarteirão Brasileiro, em Petrópolis.</center>
Drogas estavam na casa do suspeito em Petrópolis (Foto: Polícia Militar | Divulgação)

Durante ação, linha que atende ao bairro sofreu alteração no ponto de parada até início da tarde.




oradores ficaram apreensivos após dois dias com troca de tiros no bairro Quarteirão Brasileiro, em Petrópolis, Região Serrana do Rio. Um dos suspeitos de ter atirado contra a polícia foi preso na tarde desta terça-feira (20). De acordo com a PM, outro homem de 42 anos, que também teria feito disparos contra os agentes, fugiu.

Segundo a polícia, houve troca de tiros dos agentes com os bandidos na segunda (19) e na manhã desta terça-feira (20). Testemunhas disseram ao G1 que um clima de pânico se instalou no bairro e alguns moradores chegaram a ficar trancados dentro de casa com medo dos disparos.

Transporte
Durante a operação da PM, a empresa de ônibus que opera na região informou que os coletivos que atendem a linha 508 – Max Manoel Molter – não operaram até o ponto final entre às 10h30 e 13h desta terça, devido à situação de risco. Os ônibus estavam parando na Rua Professor João de Deus, próximo ao n° 545.



Segundo a PM, o jovem de 22 anos foi preso na Rua Max Manoel Molter. Com ele, os policiais encontraram uma pistola 40 mm, dois carregadores e 12 munições. Na casa do suspeito, os policiais apreenderam ainda 150 trouxinhas de maconha.

O comandante da PM, Oderlei dos Santos, afirma que a polícia vai continuar reprimindo o tráfico de drogas na cidade.

“O Batalhão vai intensificar ainda mais a busca pelos criminosos que fizeram uso de armas de fogo e o cidadão deve continuar denunciando práticas criminosas ou suspeitas”, disse Oderlei.