Ação rápida da prefeitura, faz toda a diferença ao retorno a normalidade

Ação rápida da prefeitura, faz toda a diferença ao retorno a normalidade

 

Ação da prefeitura permite retomada rápida e continuidade

de serviços em áreas atingidas pela chuva

 

A atuação de toda prefeitura seguiu o que foi preparado pelo Plano Verão.
A atuação de toda prefeitura seguiu o que foi preparado pelo Plano Verão.

Prefeitura a mobilização rápida da desde o primeiro dia de chuva forte na cidade é o que permitiu a continuidade de vários serviços públicos nas regiões atingidas e a retomada rápida do que foi prejudicado pela força da água. A limpeza foi feita por 120 homens de Comdep, Secretaria de Obras e Secretaria de Serviços.




A desobstrução de ruas permitiu que os ônibus voltassem em poucos dias na maioria dos locais atingidos por barreiras – a maior dificuldade foi nos pontos onde houve rolamento de pedras. O abastecimento de água não foi paralisado graças a manobras feitas e Águas do Imperador e o fornecimento de energia pontualmente interrompido foi restabelecido em até 24 horas. Nem mesmo a coleta de lixo e a manutenção de iluminação pública pararam nos dias seguintes à chuva.

Todas essas ações de resposta constam no Plano Verão do município, construído não apenas pelos órgãos da prefeitura, mas também por Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Exército, Aeronáutica, Rede Operações de Emergência de Radioamadores (ROER), Águas do Imperador, Cruz Vermelha, grupos de escoteiros, trilheiros e clubes Rotary.

“A atuação de toda prefeitura seguiu o que foi preparado pelo Plano Verão. Foi a partir de todo planejamento feito no passado pela prefeitura e pela sociedade que foi colocado em prática todas essas ações. No primeiro momento, a Defesa Civil atua no atendimento às ocorrências de deslizamentos e vendo se há necessidade de interditar imóveis em risco. Logo em seguida, já começa o trabalho para retomar a normalidade dos serviços nesses locais. Como foi uma chuva mais forte que o habitual, além da Comdep, as secretarias de Obras e de Serviços, além da Comdep e da Força Ambiental, ajudaram na limpeza e na desobstrução de ruas. E partir disso, é feita a retomada dos serviços de transporte público, água e luz, entre outros”, ressalta o prefeito Bernardo Rossi.

Ainda na noite do dia 03, primeiro dia da forte chuva que atingiu principalmente as regiões do Caxambu e do Bela Vista, 60 funcionários foram acionados para iniciar o trabalho de retirada de barreiras e fazer a limpeza e desobstrução de ruas. O número de pessoas envolvidas no trabalho aumentou nos dias seguintes. A mobilização também contou com oito máquinas (entre retroescavadeiras e pás mecânicas) e 18 caminhões. O trabalho ainda foi reforçado com equipamentos de Águas do Imperador e Força Ambiental. Em 10 dias, o trabalho ajudou a retirar mais de 3 mil toneladas de lama dos locais atingidos.




Concessionárias de água e luz normalizam serviços rapidamente

 

A chuva no Caxambu e na Posse, esta última no dia 08, afetaram dois sistemas da Águas do Imperador: as Estações de Tratamento de Água Montevideo e Taquaril, respectivamente. Porém, nenhum dos dois bairros ficou sem água. Apenas regiões mais altas ou mais distantes tiveram dificuldades e precisaram ser atendidos com caminhões pipas.

No caso do Caxambu, o abastecimento foi feito num primeiro momento a partir de manobras na distribuição do sistema da Mosela. A concessionária fez o reparo na rede e retomou o abastecimento normal. Na Posse, o sistema de Pedro do Rio atendeu o quinto distrito inicialmente. Parte do sistema já voltou a funcionar após ser atingido por uma barreira, mas o abastecimento está normalizado.

A Enel também precisou agir de forma mais rápida para atender toda demanda e não deixar moradores das áreas mais atingidas pela chuva sem luz por mais do que 24 horas. O número de equipes de reparos foi reforçado para poder substituição de 11 postes de foram derrubados.

 

Transporte público e acessos

 

Linhas da empresa Cascatinha que passam pela Rua Timóteo Caldara, no Bela Vista, e da Turb que trafegam pela União e Indústria, na Jacuba, na Posse, ficaram mais tempo sem ônibus por causa das pedras que rolaram e bloquearam a pista. No Bela Vista, a Secretaria de Obras fez a implosão para fazer a retirada de 12 toneladas de pedra. Na Posse, o DER assumiu o trabalho para remover 15 toneladas de material.

Nos demais pontos, a remoção rápida de barreira fez os ônibus voltarem a circular em pouco tempo – ainda que algumas linhas não estejam cumprindo itinerário completo.

No Caxambu, cerca de 80 homens, 10 caminhões, quatro retroescavadeiras e uma mini retroescavadeira trabalham para finalizar a limpeza e a recomposição emergencial dos acessos nas regiões de Mata Banco, Três Pedras, Bairro Alto e Caminho da Represa. O serviço serve não só para retomar a passagem normal dos moradores, mas também para facilitar o escoamento da produção agrícola da região.

Morador do Caxambu há 60 anos, José Gonçalves da Costa não viu uma chuva parecida com aquela. Ele também perdeu a produção, mas não consegue estimar as perdas. Para o agricultor, a resposta da prefeitura foi rápida.

“Disso ninguém pode reclamar. O governo está aqui todo dia dando o apoio que a gente precisa. A prefeitura não mediu esforços para nos ajudar aqui”, afirmou.





Coleta de lixo e manutenção de iluminação pública não param

 

O serviço de coleta de lixo não sofreu interrupções em nenhum momento. No Bela Vista, o serviço segue sendo feito com uma manobra realizada pela Força Ambiental, que carrega todo resíduo gerado pelos moradores em uma Saveiro até a entrada do bairro, onde um caminhão faz o recolhimento. Na Posse, os caminhões fizeram rota via Areal nos dias com bloqueio para não interromper o serviço. No Caxambu, o caminhão de coleta conseguiu fazer o acesso sem problemas.

O trabalho das equipes de conserto de iluminação pública também não parou. Na região do Caxambu, desde o dia 03, foram 24 pontos corrigidos. Na região de Cascatinha e Itamarati, foram 53 pontos. E na Posse, foram 39 pontos.

Fonte: ASCOM – Prefeitura de Petrópolis

Anúncios