PM prende quadrilha de fraudadores do INSS

PM prende quadrilha de fraudadores do INSS

Quadrilha de 171, rodou bonito para a PM

PM prende quadrilha de fraudadores do INSS
PM prende quadrilha de fraudadores do INSS

Quadrilha de estelionatários, especializados em fraudar o INSS, foi rendida em Petrópolis, em ações realizadas na última terça (6) e na quarta-feira (7).




Cinco meliantes, todos do Rio de Janeiro, foram presas em duas agências bancárias do Centro Histórico e em Itaipava.

Foi apreendido dinheiro e documentos falsos com os “malacos” (sic).


Segundo a polícia, os detidos vão responder pelo crime de estelionato (Art. 171), porém segundo as investigações os detidos foram  contratados para fazer a retiradas.

No entanto, o suposto chefe sequer esteve em Petrópolis.

A primeira prisão aconteceu ainda na terça-feira, quando um homem de 61 anos tentou sacar mais de R$ 11 mil, referente a um benefício do INSS, em uma agência do Banco Itaú, na Rua do Imperador.



Preso em flagrante pela PM, o mesmo foi levado para a delegacia da Polícia Federal, no Quitandinha e transferido para o presídio de Benfica.

Foi apreendido dinheiro e documentos falsos com os "malacos" (sic).
Foi apreendido dinheiro e documentos falsos com os “malacos” (sic).

No dia seguinte o bando continuou agindo na cidade. Na agência do Banco do Brasil, em Itaipava, eles tentaram efetuar novo saque. Dois homens, de 49 e 63 anos, foram presos pela PM e um deles revelou que, ainda pela manhã, tiveram sucesso no Centro e retiraram R$ 7 mil, mas as mulheres que efetuaram o saque haviam fugido.

Condenado por assalto a posto de gasolina do Quitandinha é preso em Minas
7ª DPA

Ao mesmo tempo que a ocorrência estava em andamento em Itaipava, agentes do Serviço Reservado da PM junto com o policial Renato Rabelo, do 7º Departamento de Polícia Administrativa – DPA, prenderam um casal, novamente na agência do Banco Itaú, na Rua do Imperador.




Eles tentavam sacar benefícios do INSS, mas os funcionários da unidade desconfiaram da atitude e da legalidade dos documentos, e acionaram a polícia.

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.