VEREADOR PASTOR SEBASTIÃO AFASTADO ACUSADO DE EXTORSÃO

Pastor é acusado de cobrar o “Dízimo” de seus funcionários.

pastor-sebastião

O vereador do município de Petrópolis, Pastor Sebastião Silva, suplente do PSC, que não foi eleito mas assumiu por conta da nomeação do titular da cadeira Maurinho Branco para a presidência da CPTrans, foi afastado de suas funções na vereança da cidade por estar sendo acusado de extorsão  crime tipificado no artigo 158 do Código Penal Brasileiro.

A coisa já não vem bem para o lado do Pastor Sebastião Silva a algum tempo no mês de Abril ele já teve sua casa invadida pela policia civil nos desdobramentos da operação CASA LIMPA que investiga irregularidades na Câmara Municipal.

A decisão do Juiz Jorge Martins da 4ª Vara Cível de Petrópolis além do afastamento proíbe que o ex-vereador não pode nem mesmo entrar na sede da Câmara ou participar de atividades públicas que sejam ligadas a função parlamentar .

A acusação é de Improbidade Administrativa que é  o “ato ilegal ou contrário aos princípios básicos da Administração Pública, cometido por agente público, durante o exercício de função pública ou decorrente desta”, além de extorquir os funcionários que trabalhavam em seu gabinete, (obrigava a seus funcionários a entregar a ele parte do salário que eles recebiam).

Até o fechamento desta matéria a equipe do A Voz de Petrópolis, não conseguiu contato com o ex-vereador e nem com ninguém do gabinete que ele ocupava.

Texto e Edição: R. Loureiro


 

Comentário

<----- NAVEGAÇÃO