Vereador Prof. Leandro Azevedo pede intervenção do Ministério Público para escolas da Posse e Santa Rosa

Vereador Prof. Leandro Azevedo pede intervenção do Ministério Público para escolas da Posse e Santa Rosa

Vereador pede intervenção do Ministério Público
Vereador pede intervenção do Ministério Público



O vereador professor Leandro Azevedo, presidente da Comissão de Esportes e Lazer e Direitos Humanos, está recorrendo ao Ministério Público Estadual, por conta do possível fechamento das Escolas Municipal Félix Wan Erven de Barros, na Granja Cláudia e Arnaldo Dyckerhff, no Jurity, ambas no distrito da Posse. Apesar da Secretaria de Educação afirmar que as unidades passarão por reformas, não existem projetos ou licitações em andamento, comprovando que o serviço será realizado.

Os pais dos estudantes estão preocupados, pois não tem qualquer garantia de que as crianças retornem as escolas de origem. “Não apresentaram qualquer projeto as famílias. Como falam de grandes reformas, incluindo ampliações e adaptações, o medo é que as unidades sejam fechadas definitivamente”, destaca o vereador.




Segundo a denuncia feita por Azevedo ao MP, a partir do próximo ano, os alunos destas unidades serão levados para a Escola Municipal Hildebrando de Carvalho, na Estrada Silveira da Motta e Avelino Carvalho, no Brejal. “Estamos solicitando que o Ministério Público abra um inquérito Civil com a finalidade de apurar quais são as reais intenções da Secretaria de Educação.  O objetivo é garantir que as crianças e adolescentes tenham os seus direitos resguardados”, frisa.

O vereador esteve ainda na Escola Hildebrando de Carvalho,  que receberá os alunos da Escola Municipal Félix Wan Erven de Barros, no próximo ano letivo. Constatou que o espaço físico não é o suficiente para atender a todos os estudantes. “O imóvel possui apenas duas salas e já atende 102 alunos em turmas multisseriadas. Ou seja, não comporta mais 54 alunos”.     


Outra denúncia que está sendo preparada pelo vereador, se refere a possível transferência de alunos do segundo segmento da Escola Municipal Dom Pedro de Alcântara, na pista de subida da Rodovia BR-040, localidade conhecida como Santa Rosa, para a Escola Municipal Odette da Fonseca, no Duques. Na manhã desta quarta-feira (25/10) ele se reuniu com cerca de 50 pais de alunos da instituição.



“Isso vai causar uma mudança na cultura dessas crianças, que vão se deparar com uma realidade contrária àquela que estão acostumados. A maioria dos pais garante que se a medida for adotada os filhos não irão mais para a escola. A evasão escolar é a nossa principal preocupação. Entendo as necessidades do Poder Executivo, mas as crianças não podem ser penalizadas”

Fonte: ASCOM Vereador Prof. Leandro Azevedo

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.