O policial foi levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, passou por cirurgia, mas veio a óbito. Governador emitiu nota de pesar.

PM é baleado na Linha Amarela tentando impedir um assalto e está em estado grave
PM é baleado na Linha Amarela tentando impedir um assalto e está em estado grave

Morreu na noite deste sábado (5) o policial militar Jorge Henrique Mariotti. Ele foi baleado na cabeça à tarde na Linha Amarela quando tentou impedir assaltos na via, na altura da Zona Norte do Rio.

O agente, que foi atingido enquanto estava em uma moto, foi levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, passou por cirurgia, mas não resistiu.

A informação da morte foi divulgada pelo governador Wilson Witzel, que emitiu uma nota de pesar.

“O Rio de Janeiro acaba de perder mais um herói nesta guerra contra os terroristas nas ruas do nosso Estado. Quero manifestar meu mais profundo pesar pelo assassinato do soldado PM Mariotti e minhas condolências à família. Que Deus o abençoe e o receba. Como governador, a morte de um policial é como perder um filho. Vamos investigar este caso com todo o rigor e não vamos parar o combate ao crime até devolvermos a paz ao Estado”, diz o texto.

Criminosos tinham roubado uma van

Mariotti foi baleado perto da saída 7 da Linha Amarela na tarde deste sábado (5). Segundo o comando do 22ºBPM (Maré), policiais militares do batalhão se deslocavam pela Linha Amarela, altura do viaduto da Avenida dos Democráticos, depararam-se com criminosos armados em tentativa de roubo na via.

De acordo com a PM, criminosos atiraram ao avistarem a aproximação dos policiais. O veículo roubado pelos criminosos foi encontrado incinerado em Manguinhos.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.