Segundo a polícia, o crime em Petrópolis, RJ, foi descoberto pelo Instituto Médico Legal (IML). Jovem de 19 anos foi preso na noite de quarta-feira (1º).

105 dp



Suspeito de matar o tio de 52 anos com socos no garganta, simulou morte natural da vítima em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. De acordo com a polícia, o crime ocorreu no dia 26 de outubro, no bairro Mosela, mas só foi descoberto após a divulgação do laudo do Instituto Médico Legal (IML) que apontou que a traqueia do homem foi quebrada.

Segundo os policiais, o suspeito foi preso na noite de quarta-feira (1º), em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal de Petrópolis e confessou o crime. De acordo com os agentes, o jovem afirmou que morava na casa dos avós com a vítima e, no dia do crime, estava dormindo na sala com o tio, uma amiga e a filha de 6 anos dela.




“Após ter sido preso, ele afirmou que o tio tentou passar a mão na criança e que, por este motivo, começou a desferir vários socos nele e que um atingiu a garganta. Após perceber que o homem estava morto, o jovem contou que o ajustou no sofá, pegou um pouco da insulina da avó e colocou dentro da bebida dele, além do pote nas mãos, para simular que havia sido uma morte natural por intoxicação”, disse o delegado da 105ª Delegacia de Polícia, Claudio Batista Teixeira.



Segundo a polícia, os pais da vítima afirmaram que o filho consumia bebidas alcoólicas e que sempre gritava em casa, mas nunca agrediu ninguém fisicamente. Em depoimento, eles disseram que no dia do crime, o filho estava embriagado e que chegou a cair no corredor de casa durante a madrugada.

Para a polícia, o pai da vítima disse que nesta hora acordou, o ajudou a levantar e o deixou dormindo no sofá. Pela manhã, os pais disseram que viram que a porta da sala ainda estava fechada, saíram e quando voltaram, afirmaram para os policiais, que estranharam o fato do filho não estar acordado. Foi quando resolveram abrir a porta e constataram a morte.

A polícia afirmou ainda que em um primeiro momento, o sobrinho foi chamado para prestar depoimento, mas que apresentou outra versão, de que não havia escutado quando o tio caiu de madrugada e que não havia percebido que ele estava morto.

O homem foi enterrado no Cemitério Municipal de Petrópolis no sábado (28).

A Polícia Civil afirmou que o jovem vai responder pelo crime de homicídio e que já foi encaminhado nesta sexta-feira (3) para a penitenciária em Benfica, no Rio de Janeiro.

As identidades não foram reveladas.

https://i1.wp.com/www.avozdepetropolis.com.br/wp-content/uploads/2017/10/105-dp.jpg?fit=600%2C370&ssl=1https://i1.wp.com/www.avozdepetropolis.com.br/wp-content/uploads/2017/10/105-dp.jpg?fit=150%2C93&ssl=1Marcia ChavesPolicial#avozdepetropolis,105º DP,a voz de petropolis,assassinato,Brasil,cidade de petropolis,cidade do Rio,cultura,dia a dia de petropolis,garganta,informações,jornais,jornal de petropolis,matérias,minuto a minuto,morte,mosela,noticias,noticias de petropolis,notícias urgentes,noticiasdepetropolis,politica,prefeitura,rio de janeiro,RJ,saber mais petropolis,saiba mais petropolis,socos,tempo real,ultima hora,urgente,viajarSegundo a polícia, o crime em Petrópolis, RJ, foi descoberto pelo Instituto Médico Legal (IML). Jovem de 19 anos foi preso na noite de quarta-feira (1º). (adsbygoogle = window.adsbygoogle || ).push({}); 'Após ter sido preso, ele afirmou que o tio tentou passar a mão na criança...Noticias de Petrópolis em um só lugar, a verdade doa a quem doer.