Conspiração da Pólvora

Guy Fawkes
Guy Fawkes

A Conspiração da Pólvora foi um complô que teve como data o dia 5 de novembro de 1605, organizado por um grupo de provinciais católicos ingleses (Robert Catesby e Guido Fawkes) para matar o Rei Jacob o I da Inglaterra, sua família, e a maior parte da aristocracia protestante, explodindo o Parlamento inglês durante a sessão de Abertura de Estado (5 de novembro de 1605).

Os conspiradores tinham planejado sequestrar os infantes reais, ausentes no Parlamento, e incitar uma rebelião no local. Esta medida pretendia ser o sinal para um grande levante dos católico-romanos ingleses, descontentes pelas medidas penais severas adotadas contra eles, e que finalizaria com a instalação no trono inglês de um Rei controlado pelo Papa.

Realizados os preparativos, o Governo descobriu a conspiração, o que acabou conduzindo à execução da maior parte dos conspiradores e serviu de pretexto para um endurecimento das medidas antiromanas. O Complô da Pólvora foi apenas um entre uma série de tentativas de assassinato malsucedidas contra Jaime I.




Muitos acreditam que a conspiração foi parte integral da chamada Contra Reforma Católica. Todos os anos no dia 5 de novembro, no Reino Unido, na Nova Zelândia, África do Sul, Terranova, Canadá, São Cristóvão e Nevis, em algumas partes dos Estados Unidos e antigamente na Austrália, é celebrado o fracasso do complô, conhecido como a Noite de Guy Fawkes, a Noite da Fogueira ou a Noite dos Fogos Artificiais.

A descoberta a tempo da conspiração impediu a derrocada da dinastia protestante dos Stuarts, personificada nas figuras de Jaime I da Inglaterra e VI da Escócia, e a entronização de um monarca católico, provavelmente seu filho o Príncipe Carlos, devidamente instruído nos dogmas e nos mistérios da Igreja de Roma.

Foi fonte de inspiração para a criação do filme V de Vingança.

Verso da Pólvora

“Lembrai, lembrai do 5 de novembro”
“A pólvora, a traição e o ardil”
“Por isso não vejo porque esquecer”
“Uma traição de pólvora tão vil”

“Guy Fawkes,Guy Fawkes, esta era sua intenção”
“Explodir o rei e o Parlamento”
“Três montes de barris de pólvora abaixo”
“Para derrubar a pobre Inglaterra”

“Pela providencia divina foi capturado”
Com uma lanterna escura e um fósforo”
“Halloa boys,Halloa boys, façam os sinos tocar”
“Halloa boys,Halloa boys, Deus salve o Rei”

“Hip hip Horray”

Parte considerada ofensiva e com uso terminal, devido a discriminação com o catolicismo.



Uma migalha de pão para alimentar o Papa.
Uma fatia de queijo para sufocar ele.
Uma taça de cerveja para lava-lo.
Um feixe de varas para queimá-lo.

Queime-o em um banho de alcatrão.
Queime-o como uma estrela brilhante.
Queimar o seu corpo a partir de sua cabeça.
Então, vamos dizer o Papa está morto.

Hip hip hoorah!Hip hip hoorah hoorah!

 

https://i0.wp.com/www.avozdepetropolis.com.br/wp-content/uploads/2017/11/Guy-Fawkes-preso.jpg?fit=600%2C370&ssl=1https://i0.wp.com/www.avozdepetropolis.com.br/wp-content/uploads/2017/11/Guy-Fawkes-preso.jpg?fit=150%2C93&ssl=1Marcia ChavesMundo5 de novembro,conspiração,Guy Fawkes,historia,novembro,polvoraConspiração da Pólvora A Conspiração da Pólvora foi um complô que teve como data o dia 5 de novembro de 1605, organizado por um grupo de provinciais católicos ingleses (Robert Catesby e Guido Fawkes) para matar o Rei Jacob o I da Inglaterra, sua família, e a maior parte da...Noticias de Petrópolis em um só lugar, a verdade doa a quem doer.