Oswaldo e Júlia trocaram alianças em Petrópolis, RJ, neste sábado (16); ela foi atrás dele depois de ficar viúva pela terceira vez.




Oswaldo e Júlia trocaram alianças em Petrópolis, neste sábado (16);
Oswaldo e Júlia trocaram alianças em Petrópolis, neste sábado (16).

O casamento aconteceu neste sábado (16), mas o amor entre Oswaldo Romanelli, de 101 anos, e Júlia Montes, de 86, nasceu há 50 anos, mesmo tempo que eles precisaram esperar para realizar o sonho de ficarem juntos. Para o casal, a cerimônia no Cartório do 1º Ofício de Registros Civis de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, foi a prova de que o tempo não apaga o amor. Júlia ficou viúva pela terceira vez em 2014 e pediu ajuda a filha para achar o homem que ela nunca esqueceu.

Eles se conheceram em um cinema na Rua Montecaseiros, no Centro. Oswaldo era operador e Júlia tinha ido assistir a um filme. Foi amor à primeira vista, mas o sonho de ficar junto teve que ser adiado, segundo Júlia, porque Oswaldo estava separado da mulher, mas não era oficialmente divorciado.

“Eu o conheci quando tinha 33 anos e ele 48. Ele era compromissado. Hoje, finalmente, estou realizando esse grande sonho. Estou muito feliz. É um amor bom que não morreu”, disse a aposentada, que tem quatro filhos e já tinha sido casada três vezes. Depois do casamento no Civil com a presença de filhos, netos e bisnetos, eles ainda vão subir ao altar domingo (17) em uma Igreja Evangélica no Centro da cidade.



Casal troca alianças e faz juras de amor
Casal troca alianças e faz juras de amor

O reencontrou aconteceu há três anos com a ajuda de Sandra Ferreira, de 61 anos, filha de Júlia. Ela sempre soube da história dos dois e contou que a mãe dizia que eles só não se casaram quando se conheceram porque Oswaldo não era divorciado “no papel” e, naquelas condições, a mãe não teria como viver o grande amor.

“Ela sofreu muito, mas seguiu a vida”, conta Sandra, acrescentando que em 2014 a mãe ficou viúva pela terceira vez e pediu que ela procurasse Oswaldo.

“Na ocasião, questionei se ela ainda o amava e minha mãe disse que sim. Fui buscá-lo”, contou Sandra. Também filho da aposentada, Ricardo Câmara, de 63 anos, revelou que sempre achou que os dois iam acabar juntos.

Idosos se casam aos 101 e 86 anos após reencontro que levou 50 anos para acontecer

“Já imaginava que ela ia casar de novo e que seria com ele”, revelou o filho.

Família acredita no amor verdadeiro

Para os parentes que participaram do casamento neste sábado, a história dos dois é surpreendente.

A bisneta de Júlia, Rebeca Ferreira, de 15 anos, disse que o laço do casal mostra que nunca é tarde para o amor voltar. Já a sobrinha da aposentada, Vânia Regina Lago Carius, acredita que o reencontro de Oswaldo e Júlia é a prova de que ainda existe o amor verdadeiro.

Antes mesmo de saber do interesse da avó em subir ao altar novamente, a neta, Valéria Batista, de 42 anos, disse que quando casou, dois anos atrás, entregou para Júlia o buquê de flores.

“Nem imaginava que isso ia acontecer, mas estou adorando participar deste momento emocionante, que resgata um amor antigo”, comentou a neta.

Oswaldo e Júlia trocaram alianças em Petrópolis, neste sábado (16);
Casal trocam alianças

Primeiro registro de casamento de uma pessoa com mais de 100 anos

De acordo com informações do Cartório do 1º Ofício de Registros Civis, cujos documentos mais antigos são de 1889, este foi o primeiro casamento de uma pessoa com 100 anos na cidade. O fato chamou a atenção dos funcionários.




“Foi um momento único e especial. Trabalho há 18 anos neste cartório e nunca vi ninguém casar nessa idade”, disse Fátima Muralha Mayorga.

A juíza de paz, Rita Balmant, também se emocionou. “Esta união mostra que sempre é tempo de amar, renovar. Quando olhamos para eles, vemos uma maneira de acreditar no futuro e perceber as oportunidades que temos todos os dias”, afirmou.

Fonte: G1
Texto e Fotos: Aline Rickly
Edição: Marcia Chaves

 

https://i2.wp.com/www.avozdepetropolis.com.br/wp-content/uploads/2017/09/Idosos-se-casam-aos-101-e-8.jpg?fit=600%2C370&ssl=1https://i2.wp.com/www.avozdepetropolis.com.br/wp-content/uploads/2017/09/Idosos-se-casam-aos-101-e-8.jpg?fit=150%2C93&ssl=1Marcia ChavesCidade#avozdepetropolis,a voz de petropolis,amor,Brasil,casam,cidade de petropolis,cidade do Rio,cultura,dia a dia de petropolis,idosos,informações,jornais,jornal de petropolis,matérias,minuto a minuto,noticias,noticias de petropolis,notícias urgentes,noticiasdepetropolis,politica,rio de janeiro,RJ,saber mais petropolis,saiba mais petropolis,tempo real,ultima hora,urgente,viajarOswaldo e Júlia trocaram alianças em Petrópolis, RJ, neste sábado (16); ela foi atrás dele depois de ficar viúva pela terceira vez. (adsbygoogle = window.adsbygoogle || ).push({}); O reencontrou aconteceu há três anos com a ajuda de Sandra Ferreira, de 61 anos, filha de Júlia. Ela sempre soube da história dos...Noticias de Petrópolis em um só lugar, a verdade doa a quem doer.