Políticos são suspeitos de receber propina. Segundo o MP, o nome deles aparece em papéis fixados nos maços de dinheiro encontrados na hidromassagem, na casa de Paulo Igor (MDB), em abril do ano passado.

Da esquerda para a diretita: Paulo Igor, Luizinho Sorriso, Montanha, Meirelles, Wanderley e Ronaldão
Da esquerda para a direita: Paulo Igor, Luizinho Sorriso, Montanha, Meirelles, Wanderley e Ronaldão

Os quatro vereadores denunciados pelo Ministério Público (MP) na Operação Sala VIP estão afastados da Câmara Municipal de Petrópolis.

Segundo o MP, a Justiça deferiu os pedidos de afastamento e o presidente da legislativo foi notificado na última sexta-feira (11).

Nesta segunda (14), a Câmara enviou nota confirmando o afastamento de Ronaldo Luiz de Azevedo Carvalho, o Ronaldão (PR); Luiz Antônio Pereira Aguiar, o Luizinho Sorriso (PSB); Reinaldo Meirelles da Sá, conhecido como Meirelles (PP); e Wanderley Braga Taboada, o Wanderley Taboada (PTB).

Eles foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público após terem os nomes encontrados escritos em papéis fixados nos maços de dinheiro encontrados na hidromassagem, na casa de Paulo Igor (MDB), durante a operação Caminho do Ouro.




A Câmara de Vereadores também informou que “busca tomar ciência do inteiro teor do processo para que as medidas administrativas cabíveis possam ser adotadas, em consonância com as determinações do Poder Judiciário”.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.